Hoje é Dia dos Pretos Velhos!

Hoje é Dia dos Pretos Velhos!

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Dia 13 de maio é dia de preto-velho na umbanda. Dia de comemorar com festa estas entidades que representam velhos negros e negras, espíritos de antepassados. Velhos escravos que voltam à terra para ajudar as pessoas, e são muito queridos pelos fiéis.

Não é à toa que o dia dessas entidades encurvadas, carregando às vezes um cajado e falando um português antigo é também a data da libertação dos escravos. Nesse dia cultuam-se os espíritos dos antepassados, dos velhos escravos que, retirados a força de suas aldeias na África e embarcados em navios negreiros,  aqui inventaram uma rica cultura que viceja até os nossos dias.

Pretos são entidades elevadas as quais se apresentam estereotipadas como anciãos negros conhecedores da Magia Divina, da manipulação de ervas. São excelentes mandingueiros, mestres dos elementos da natureza os quais se utilizam de seus benzimentos e trabalhos espirituais.

A dor sofrida pelos negros na época da escravidão fez com que a linha de Pretos Velhos refletisse sobre a humildade, a sabedoria, a paciência e a perseverança. Sua sabedoria e humildade são características marcantes e sua calma e ensinamentos são profundos. São considerados ótimos conselheiros, amigos que nos dão força, coragem. Apresentam-se na Umbanda sentados em banquinhos fazendo seus atendimentos com linguagem simples e sábia.

A característica principal desta linha é a sua elevada orientação espiritual.
Utilizam vários elementos em seus trabalhos como o cachimbo, cigarros de palha e ervas.

A linha de Pretos Velhos é regida pelo mistério Ancião na força do Orixá Obaluaiê que é o Orixá sustentador da evolução, da transformação e transmutação dos seres, mas se apresentam também na linha de outros Orixás.

Em cada linha de atuação, apresentam-se com nomes diferenciados. Os nomes mais comuns são: Pai João, Pai Joaquim, Pai Benedito, Pai José de Angola entre outros.

No ritual eles são reverenciados. Os consulentes têm de se ajoelhar diante deles para lhes beijar a mão e receber seus conselhos porque os pretos e pretas-velhas são encurvados e sua fala estranha, mansa e baixa tem de ser ouvida de perto. Muitas vezes um “cambono” ou auxiliar fica a seu lado para traduzir para os fiéis o que a entidade está dizendo. Porém, na vida cotidiana, os velhos e menos ainda os pretos e pretas velhas são reverenciados e respeitados.

Dia 13 de maio, dia da abolição da escravatura pretos e pretas-velhas reinam nos terreiros de umbanda.

É nesses rituais de aflição que buscam através de seus cavalos, os médiuns, aliviar a vida dos consulentes.

Nesta dia 13 de maio espero que os tambores batam e que as mãos calejadas dos tamboreiros busquem, em seu ritmo singular, espantar o desespero que estamos vivendo numa sociedade em que nossos governantes pensam mais em si mesmo do que nos cidadãos que representam.

Que no dia 13 de maio os pretos-velhos e as pretas-velhas possam por meio de suas mezinhas amansar o mal que reina na vida política brasileira.

Porque o mal existe e está em toda parte.

O mal é ubíquo.

Destaque Slider Pretos Velhos Religião Afro Umbanda  - Hoje é Dia dos Pretos Velhos!

Compartilhe este Post nas Redes Sociais

Postagens Relacionadas

Rezas da Nação Cabinda por Pai Didi de Xangô

Rezas da Nação Cabinda por Pai Didi de Xangô

Sobre a Orixá Yemanjá

Sobre a Orixá Yemanjá

Sobre o Orixá Oxalá

Sobre o Orixá Oxalá

A origem do trevo de 4 folhas

A origem do trevo de 4 folhas

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook