Ser de Yemanjá

Ser de Yemanjá

Entre ondas e marolas me faço parte do imenso azul do mar e para quem pouco entende, venho falar com a doçura suave das palavras a minha definição sobre ser inteiramente da rainha do mar.

Ser de Yemanjá é jogar todos os próprios problemas para o lado e assim poder resolver a vida daqueles que amam.

Ser de Yemanjá é ter um sorriso doce e acolhedor para receber todas as pessoas que chegam, tenham elas a intenção de ficar ou não.

Ser de Yemanjá é escolher mil vezes as palavras antes de dizer para não magoar a quem vá ouvi-las.

Ser de Yemanjá é ser calmaria quase todos os dias mas, vez ou outra, o mar se agita e a fúria se faz presente.

Ser de Yemanjá é cultivar involuntariamente o ciúmes no coração simplesmente pelo fato de amar demais.

Ser de Yemanjá é se afogar em meio às próprias lágrimas de tanta coisa que guarda dentro de si.

Ser de Yemanjá é cuidar, acolher e orientar aqueles que em algum momento da vida precisem de um auxílio.

Ser de Yemanjá é ter um imenso coração, sempre disposto a acolher e consequentemente magoar-se com a ingratidão.

Ser de Yemanjá é manter a fala mansa mesmo quando o coração grita descontroladamente.

Ser de Yemanjá é tirar tudo do lugar como uma tsunami e logo em seguida organizar a desordem.

Ser de Yemanjá é por vezes perder o controle e deixar a impulsividade tomar conta pois nem sempre tudo é calmaria.

Ser de Yemanjá é busca no infinito do mais lindo oceano a paz e harmonia para reequilibrar as energias.

Ser de Yemanjá é ser peixe.

 

Autora : Renata de Oyá

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Newsletter

Tradutor

AfrikaansBulgarianChinese (Simplified)CroatianCzechDutchEnglishEstonianFrenchGermanItalianJapaneseKoreanLatvianPortugueseRussianSpanishSwedishUkrainianYoruba

Instagram

Facebook