Rezas cantadas em MP3

Para realizar o download das respectivas rezas clique no nome do orixá correspondente. BaráOgumOyáXangôOdé e OtimOssanhaObáXapanãIbejiOxumYemanjáOxalá Axé a todos!Charles Corrêa D’ Oxum Charles Corrêa de OxumAxé a todos e que os orixás abençoe a vida de cada um hoje e sempre. Lembre-se: A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos. http://charlesdeoxum.com.br Visualizações deste Post: 565

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

A Realização do Batuque

Daqui em diante você vai conhecer um pouco sobre o Batuque do Rio Grande do Sul,  na linha de Jejê/Ijexá. Lembramos que cada Ilê tem o seu fundamento, passado de geração a geração. 01. Serão ou Corte aos Orixás A Religião Africanista é em seus fundamentos voltada para o passado, mantém até hoje ensinamentos e preceitos, desde o tempo mais remoto, do negro na África e chegou até nós através dos escravos. Sobreviveu a todos os períodos de opressão e perseguição. Daí a enorme importância da obrigação de corte aos…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Obrigações no Batuque

1. As Quinzenas As quinzenas são obrigações menores que duram normalmente dois ou três dias – a matança e o toque (Batuque) – é freqüentado por um número não muito grande de pessoas e geralmente estão associadas a alguma data comemorativa ou a obrigação de bori de filhos-de-santo do Ilê. Há o toque dos erís dos Orixás, as comidas-de-santo são ofertadas aos orixás e as tradicionais comidas servidas ao povo: canja, canjica branca e amarela, amalá. Por ser uma obrigação menor, exige um mínimo de aves a serem sacrificadas, cujo…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

O Batuque – Uma visão antropológica

Documentário feito pelo projeto okuta e o professor Norton Correa sobre o Batuque de RS Axé a todos!Charles Corrêa D’ Oxum Charles Corrêa de OxumAxé a todos e que os orixás abençoe a vida de cada um hoje e sempre. Lembre-se: A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos. http://charlesdeoxum.com.br Visualizações deste Post: 304

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

O Príncipe Custódio

Joaquim Custódio de Almeida nasceu no antigo reino do Daomé (atual Benin) em uma fortaleza portuguesa chamada São João Batista de Ajudá. Seu nome original era Osuanlele Okizi Erupê. Quando o país foi invadido em 1897 pela Inglaterra, os ingleses propuseram um acordo ao Príncipe: ele poderia viver em qualquer lugar do mundo, custeado pela coroa inglesa, desde que nunca mais pisasse em solo africano. Para evitar que as mesmas atrocidades promovidas por alemães e franceses acontecessem com o seu povo, Custódio aceitou a proposta e partiu para o exílio.…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

A Tradição do Bará do Mercado

A Tradição do Bará do Mercado traz os relatos de 7 religiosos de matriz africana sobre o fundamento afro-religioso chamado O Bará do Mercado Público, a partir dos percursos e experiências urbanas desses negros na cidade de Porto Alegre. Axé a todos!Charles Corrêa D’ Oxum Charles Corrêa de OxumAxé a todos e que os orixás abençoe a vida de cada um hoje e sempre. Lembre-se: A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Quem expõe o sagrado NÃO respeita o seu Orixá

O PERIGO DA TECNOLOGIA DENTRO DO BATUQUE O batuque é uma religião linda, secular, presente na sociedade gaúcha desde o seu surgimento. Seu crescimento é cada vez mais evidente, principalmente quando verificamos a quantidade de adeptos nos últimos anos. É a ascensão não só de uma doutrina, mas de um modo de vida que ganha os lares gaúchos e já se expandiu além-fronteiras. A todos quanto possa interessar, o Batuque é hoje maior, em número de religiosos, que o Candomblé, que é a referência de religião de matriz afro no…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Conheça as cores de vela para cada Orixá

Ao utilizar a cor da vela do Orixá correspondente, atrai as energias do mesmo, direcionando as energias benéficas aos seus filhos. Conheça abaixo qual seu Orixá e a cor de vela correspondente. Bará – Velas na cor Vermelha Ogum – Velas na cor Vermelha e Verde ou vice versa (em algumas tradições pode ser usada Vermelha, Verde e Azul Claro ou Vermelho e Azulão Para Ogum Adiolá) Oyá/Iansã – Velas na cor Vermelha e Branca (em algumas tradições pode ser usada Vermelha e Marrom) Xangô – Velas na cor Branca e…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Batuqueiro Nutella

Se você vai de meias ao batuque, não come pirão pois não pode usar talher ou não nunca se irritou com a quantidade de penas que podem sair de uma mísera galinha, esse vídeo foi pensado para você. Correu uma campanha entre os seguidores da página do canal no Facebook (www.facebook.com/batuquergs) onde, depois de diversas sugestões, compartilhamos hábitos do Batuqueiro Nutella, aquele batuqueiro que evita a tradição por qualquer razão desconhecida ou a altera em nome da modernidade. Ficou curioso? Assista até o final abaixo que explica o caso. Gostou?…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Como identificar um(a) filho(a) de Oxum? 💛

Como identificar um(a) filho(a) de Oxum? 💛 Então perceba…. Ele(a) sabe ser doce como mel, ardente como malagueta e azedo(a) como limão! Ele(a) vai te ouvir, vai ser seu(sua) melhor amigo(a), vai querer saber como foi seu dia em detalhes porque ele(a) é desses(as). Ele(a) vai chorar no teu colo muitas vezes desabafando porquê brigou com a mãe, com o pai, irmão, irmã ou amigo(a)… Vai chorar de raiva, alegria, tristeza ou felicidade. Chorar é com ele(a) mesmo, se acostume! Mas se você não souber retribuir, você irá conhecer a…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Sensibilidade Mediúnica no Batuque

Todo indivíduo que é iniciado nos ritos do Batuque do RS, se torna por este fato uma pessoa com sensibilidades mediúnicas diferenciadas e potencialidades emocionais aumentadas. Nos rituais, o despertar do “Orí” faz com que a pessoa renasça para um novo momento de vida e de realidade consciencial passando o cérebro a processar informações sensoriais de forma diferente, por isso possuí habilidades de maneira mais intensas que os demais. Os iniciados no Batuque, todos médiuns potentes, são portanto mais sensíveis a emoções, comportamentos e energias de pessoas e lugares. A…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Sobre a Orixá Oxum

Osun, Oshun, Ochun ou Oxum, na Mitologia Yoruba é um orixá feminino. O seu nome deriva do rio Osun, que corre na Iorubalândia, região nigeriana de ijexá e Ijebu. Oxum é um orixá feminino das águas doces, dos rios e cachoeiras, da riqueza, do amor, da prosperidade e da beleza, da intimidade, da riqueza e da diplomacia e cultuada em diversas religiões afro. Oxum é dona do ouro e da nação ijexá, tem o título de Ìyálòdè entre os orixás, é a ternura envolvente para as criaturas. Sua “graça”, seus…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Fidelidade na Religião Afro-Brasileira

Toda religião instituída preconiza temor e respeito ao divino, e principalmente fidelidade. Prova disso é que na maioria das religiões que conhecemos um crente procura fazer novos crentes e luta fervorosamente para o crescimento a evolução e a prosperidade do templo e do grupo, observando sempre regras comportamentais de condutas que elevam e estimulam o bom nome da religião. Fidelidade é a propriedade que consiste em manter ou preservar as características originais sem jamais, em qualquer estágio da vida, aceitar modificações. Temos a satisfação de viver num momento de grande…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Porque recomenda-se que as pessoas iniciadas no Batuque do RS sejam enterradas e não sepultadas em gavetas ou cremadas?

Essa pergunta me fazem com frequência nas redes sociais, vou respondê-la em aberto… Poderia dizer primeiramente que partindo do princípio de que o ser humano veio da terra, do barro e pra ele devemos voltar. Nós nascemos da terra que pisamos, o primeiro homem e mulher foram feitos do barro e assim a humanidade caminhou, somos frutos da terra e quando morrermos devemos voltar a Origem. É tudo um ciclo. Não ser enterrado é como se negássemos voltar a nossa Origem, é como se não completássemos esse ciclo e por…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Lista do sincretismo religioso dentro dos cultos afros

O sincretismo nada mais é do que uma mistura de concepções religiosas. Logo que os escravos chegaram ao Brasil os brancos decidiram catequizá-los. Padres eram designados para ensinar e pregar os fundamentos e preceitos católicos, os negros eram proibidos de qualquer prática religiosa que não fosse aquela aprendida aqui no Brasil. Então, para evitar represálias dos senhores de engenho, os escravos fingiram adaptar-se à nova fé. Para que pudessem continuar cultuando nossos Orixás os negros passaram a utilizar de imagens dos santos católicos. Atribuíram a imagem de um santo para…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More