Rezas cantadas em MP3

Para realizar o download das respectivas rezas clique no nome do orixá correspondente. BaráOgumOyáXangôOdé e OtimOssanhaObáXapanãIbejiOxumYemanjáOxalá Axé a todos!Charles Corrêa D’ Oxum Charles Corrêa de OxumAxé a todos e que os orixás abençoe a vida de cada um hoje e sempre. Lembre-se: A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos. http://charlesdeoxum.com.br Visualizações deste Post: 565

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

A Realização do Batuque

Daqui em diante você vai conhecer um pouco sobre o Batuque do Rio Grande do Sul,  na linha de Jejê/Ijexá. Lembramos que cada Ilê tem o seu fundamento, passado de geração a geração. 01. Serão ou Corte aos Orixás A Religião Africanista é em seus fundamentos voltada para o passado, mantém até hoje ensinamentos e preceitos, desde o tempo mais remoto, do negro na África e chegou até nós através dos escravos. Sobreviveu a todos os períodos de opressão e perseguição. Daí a enorme importância da obrigação de corte aos…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Obrigações no Batuque

1. As Quinzenas As quinzenas são obrigações menores que duram normalmente dois ou três dias – a matança e o toque (Batuque) – é freqüentado por um número não muito grande de pessoas e geralmente estão associadas a alguma data comemorativa ou a obrigação de bori de filhos-de-santo do Ilê. Há o toque dos erís dos Orixás, as comidas-de-santo são ofertadas aos orixás e as tradicionais comidas servidas ao povo: canja, canjica branca e amarela, amalá. Por ser uma obrigação menor, exige um mínimo de aves a serem sacrificadas, cujo…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Sacrifício de animais em rituais religiosos – você é contra ou a favor?

A calmaria durou pouco tempo. Depois da polêmica discussão sobre a proibição das vaquejadas pelo STF (Supremo Tribunal Federal) que dividiu a opinião de protetores dos animais e vaqueiros, chegou a vez de uma nova polêmica. Mais uma vez, proporcionada pelo STF que julgará nos próximos dias outro assunto extremamente delicado: a votação para definir (ou não) a proibição do sacrifício de animais em rituais religiosos. Desta vez, o responsável por encaminhar o processo para a decisão do plenário foi  o ministro Marco Aurélio Mello. Ainda não há previsão de…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

O Batuque – Uma visão antropológica

Documentário feito pelo projeto okuta e o professor Norton Correa sobre o Batuque de RS Axé a todos!Charles Corrêa D’ Oxum Charles Corrêa de OxumAxé a todos e que os orixás abençoe a vida de cada um hoje e sempre. Lembre-se: A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos. http://charlesdeoxum.com.br Visualizações deste Post: 303

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

O Príncipe Custódio

Joaquim Custódio de Almeida nasceu no antigo reino do Daomé (atual Benin) em uma fortaleza portuguesa chamada São João Batista de Ajudá. Seu nome original era Osuanlele Okizi Erupê. Quando o país foi invadido em 1897 pela Inglaterra, os ingleses propuseram um acordo ao Príncipe: ele poderia viver em qualquer lugar do mundo, custeado pela coroa inglesa, desde que nunca mais pisasse em solo africano. Para evitar que as mesmas atrocidades promovidas por alemães e franceses acontecessem com o seu povo, Custódio aceitou a proposta e partiu para o exílio.…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

A Tradição do Bará do Mercado

A Tradição do Bará do Mercado traz os relatos de 7 religiosos de matriz africana sobre o fundamento afro-religioso chamado O Bará do Mercado Público, a partir dos percursos e experiências urbanas desses negros na cidade de Porto Alegre. Axé a todos!Charles Corrêa D’ Oxum Charles Corrêa de OxumAxé a todos e que os orixás abençoe a vida de cada um hoje e sempre. Lembre-se: A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

O que são Ecós nos Cultos Afros?

Dentro dos cultos afro, especialmente nos rituais de Batuque do Rio Grande do Sul, é comum as casas de religião como são conhecidas pelas comunidades de terreiro, utilizar ecós como forma de proteção de suas casas. Os ecós tem por finalidade principal acumular energias negativas que se pairam no ambiente sagrado (que é despachados fora do pátio do Ilê posteriormente) e atrair como um imã bons fluídos para o local, criando um ambiente mais calmo, tranquilo e próspero, para todos aqueles que frequentam o terreiro. Em cada Nação existem variações dos tipos…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Aonde foi parar o tal do respeito entre Pais e Filhos de Santo?

Tenho notado no passar dos Anos que aos poucos foi se perdendo o Respeito entre Pais e Filhos de Santo, quando iniciei na Religião era diferente dos dias de hoje. Na minha época o Pai de Santo era autoridade máxima dentro da Casa, tudo que ele falava era lei, tinha que ser seguido a risca, não tinha o “Eu Acho ou o Talvez ou Eu não posso”, tínhamos que fazer e pronto. Muito milho eu escolhi, muito chão eu lavei, muitas noites acordado para deixar uma obrigação pronta, dormíamos no…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Conheça as cores de vela para cada Orixá

Ao utilizar a cor da vela do Orixá correspondente, atrai as energias do mesmo, direcionando as energias benéficas aos seus filhos. Conheça abaixo qual seu Orixá e a cor de vela correspondente. Bará – Velas na cor Vermelha Ogum – Velas na cor Vermelha e Verde ou vice versa (em algumas tradições pode ser usada Vermelha, Verde e Azul Claro ou Vermelho e Azulão Para Ogum Adiolá) Oyá/Iansã – Velas na cor Vermelha e Branca (em algumas tradições pode ser usada Vermelha e Marrom) Xangô – Velas na cor Branca e…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

O dinheiro compra fundamentos?

  Talvez os mais velhos me entendam… Não sinta-se inferior por sua entidade bicar um dedo de pinga enquanto o do outro empina a garrafa, não sinta-se inferior nem ridicularizado quando sua entidade não pode usar um chapéu por ser recém chegado, enquanto você pensa ” mas todo mundo usa “. Não deixe que lhe fuja a verdade, não seja mais um decaído entre tantos pais de santo famosíssimos que prostituíram seu axé por ganância. É triste povo, mas uma triste realidade, com o passar do tempo, um pai de…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

20 dicas que todo o religioso de matriz africana deveria seguir

Sempre é bom lembrar de alguns fundamentos do Batuque do RS, cada dia mais esquecidos de nosso povo de santo: SEMPRE É BOM LEMBRAR: 1 – Sempre que estamos na presença de um mais velho escutamos mais que falamos. 2 – Sempre que vamos nos alimentar com um mais velho, ele é servido primeiro. 3 – Quando vamos entrar em algum lugar o mais antigo entra primeiro. 4 – Jamais um mais jovem senta enquanto seu mais velho está de pé. 6 – Quando chegamos a uma casa de orixá…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Sobre a Orixá Oxum

Osun, Oshun, Ochun ou Oxum, na Mitologia Yoruba é um orixá feminino. O seu nome deriva do rio Osun, que corre na Iorubalândia, região nigeriana de ijexá e Ijebu. Oxum é um orixá feminino das águas doces, dos rios e cachoeiras, da riqueza, do amor, da prosperidade e da beleza, da intimidade, da riqueza e da diplomacia e cultuada em diversas religiões afro. Oxum é dona do ouro e da nação ijexá, tem o título de Ìyálòdè entre os orixás, é a ternura envolvente para as criaturas. Sua “graça”, seus…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Fidelidade na Religião Afro-Brasileira

Toda religião instituída preconiza temor e respeito ao divino, e principalmente fidelidade. Prova disso é que na maioria das religiões que conhecemos um crente procura fazer novos crentes e luta fervorosamente para o crescimento a evolução e a prosperidade do templo e do grupo, observando sempre regras comportamentais de condutas que elevam e estimulam o bom nome da religião. Fidelidade é a propriedade que consiste em manter ou preservar as características originais sem jamais, em qualquer estágio da vida, aceitar modificações. Temos a satisfação de viver num momento de grande…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More

Porque recomenda-se que as pessoas iniciadas no Batuque do RS sejam enterradas e não sepultadas em gavetas ou cremadas?

Essa pergunta me fazem com frequência nas redes sociais, vou respondê-la em aberto… Poderia dizer primeiramente que partindo do princípio de que o ser humano veio da terra, do barro e pra ele devemos voltar. Nós nascemos da terra que pisamos, o primeiro homem e mulher foram feitos do barro e assim a humanidade caminhou, somos frutos da terra e quando morrermos devemos voltar a Origem. É tudo um ciclo. Não ser enterrado é como se negássemos voltar a nossa Origem, é como se não completássemos esse ciclo e por…

Compartilhe este Post nas Redes Sociais
Read More